sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

Amar é...


Esse não é um post para falar das famosas figurinhas que foram sucesso na década de 80, mas sim, para tentar falar ou entender este sentimento muito ou pouco compreendido.

Amar é...

Sentir tudo e não sentir nada, isso quando estamos completamente enfeitiçados pelo o amor. Gostaria de saber tudo sobre o amor, pois não sei, apenas estou aprendendo o jeito ideal de amar que com toda certeza será um aprendizado eterno.

Seja certo ou errado, estou amando falar do amor, acredito que amo amar tudo e todos e com isso sofro, pois amar também é sofrer, imagine se quando estamos amando, nós recebessemos uma bula, igual á de remédio ou um manual de instruções de como usar esse sentimento, seria tudo mais fácil, não é? Mas não é bem assim, precisamos experimentar em doses homeopáticas ou alopáticas até descobrir a dose certa de amar.

Humberto Gessinger (EngHaw) descreveu bem em sua música “Números” qual seria a medida certa de amar, ou seja, “é amar sem medida” e isso nos faz temerosos sobre o sentimento amor.

Quantas pessoas você já amou?

Ah!!! O amor a gente sente uma vez só e é para sempre, não, eu não concordo com essa teoria, acredito que amamos sempre, tudo e todos, podemos está amando uma pessoa hoje e passar amar outra amanhã, sim, podemos, por que não? Porque você faria isso com você? Porque você daria uma única oportunidade para ser feliz? Ah!!! Mas e a pessoa que retribui todo o meu sentimento como ficaria? Pois bem, ficaria triste hoje, amanhã feliz por ter tido a oportunidade de te amar e agora poder amar novamente e ser ainda mais feliz com o que aprendeu, ou seja, amores vem e vão, sejam reais ou de pura ilusão.

Você deve estar pensando; você não entende nada de amor!

Não, eu não entendo mesmo, pois como citei não existe um manual de como é amar e o que realmente é o amor. O que eu sei é que amo tudo que está ao meu redor e se tudo um dia mudar estarei amando novamente, só pelo simples motivo de ser feliz e fazer tudo novamente igual ou diferente.

Amar é um dos sentimentos que não basta querer, mas sim, sentir.

Sinta-se amado que amado sempre será.

3 comentários:

Luciana disse...

Lindo texto!
Amor é algo que realmente não se explica, sentimos e vivemos!
Amor não acaba, porém tudo que comparamos com amor e paixão...
Amor de mãe talvez o mais lindo que existe sobre a Terra...
Pe Fabio de Melo já dizia que "o amor faz silenciar os sentimentos que temos no coração para o outro ser feliz!"
Em meio a uma sociedade que vive em função do ter e ser é gratificante encontrar pessoas como você que mesmo sem a definição exata, fala do amor com tanta clareza... parabéns!

Claudia disse...

Oi Gui, tudo bem...
acabei de ler o seu texto (lindo, maravilhoso) e fiquei imaginando vc daqui ha 4 anos, depois da faculdade, vai virar um escritor....rsrs
vc é muito especial!

bjs....p/ vc e Marcia...

Gui Venturini disse...

Tudo bem querida!!!

Claudia, obrigado pelas lindas palavras sempre...é...quem sabe eu consiga escrever um livro, pois o homem para se realizar, precisa plantar uma árvore, isso eu já fiz, ter um filho e escrever um livro, talvez seja mais fácil escrever o livro...porque filho ainda tá difícil. rsrsrsrs

Beijo no seu coração.

Lú, mais uma vez lindas as palavras que você deixou.

Brigaduuuuuuuu!

Beijo no seu coração querida.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails