terça-feira, 15 de junho de 2010

Distante e presente


O tempo nos faz pensar e com tempo tudo se renova e nos faz novo.

A distancia me fez pensar e refletir sobre tudo que faço, cansado estou pela maratona de um mês e meio trabalhando todos os dias e conhecendo, revendo e reencontrando seres humanos que se tornam familiares nos dias de carência da sua própria família.

Neste momento você percebe que existe cinco seres humanos essenciais na sua vida; mãe, pai, irmãos, esposa e filhos, neste momento você percebe que mesmo dormindo em hotel luxuoso não existe lugar melhor que sua cama e percebe também que o arroz e feijão é a melhor refeição do dia-a-dia.

E assim paro para pensar se tudo que fazemos vale a pena, pois, convivendo a cada dia com seres humanos de diferentes pensamentos e costumes, me faz aprender e se surpreender cada vez mais.

Não sei mais se estou no caminho correto ou na contramão, só sei que a dúvida se torna viva em meus pensamentos e o sofrimento se torna real. A música toca e faz a trilha sonora dos dias longe de tudo e com isso me trás bem perto do todo. Eu me escondo e me reencontro comigo mesmo, não entendo, mesmo que tento entender o não entendido.

Hoje volto à rotina do meu dia-a-dia que me faz sentir saudade do vivido há alguns dias atrás e ao mesmo tempo aliviado pelo dever cumprido e longe do inimigo.

Contradigo-me e mais uma vez repito; que tudo está destorcido e mesmo sendo presente, você se torna refém de um mundo guiado por poucos, onde criam suas próprias leis e empurram goela abaixo para massagear o seu próprio ego.

Assim continuamos vivendo e se decepcionando com nós mesmos.

Estou presente novamente e distante desse mundo ausente.

Sinto-me bem de volta aqui!!! Ufaaaaaaa!!!

4 comentários:

Anônimo disse...

"Sinto-me bem de volta aqui!!! Ufaaaaaaa!!!" Melhor ainda nos sentimos nós por ter de volta a possibilidade de uma bela leitura (e desabafo) a uma reflexão do dia-a-dia de cada ser humano! Depois desse tempo todo ausente, por várias vezes vim procurar se aqui tinham algumas palavras novas para me confortar! Sinto-me bem, sabendo que está de volta aqui!!! Ufaaaaa!!!

Liège disse...

Que agradável foi ler suas palavras!
Concordo plenamente com você e seu texto é encantador.
Beijos.

Olhos Verdes disse...

Nossa Gui, desabafo profundo e ao mesmo tempo renovador, pelo menos eu senti desta forma... Sabe que além de saudades dos seus posts estava com saudade de sentir alguém com este pensar sobre a vida real... Não consigo também entender direito viu amigo. Gosto demais daqui e do seu jeito!
Grande abraço,
pri

Sil disse...

Guiiii que bom que está de volta !Senti muito a falta dos seus textos e também dos seus comnetários sempre pontuais lá no Mundo Pequeno...
Pois é... até o texto que postei lá estes dias, tem haver com isso o que vc. tão bem descreveu!
Acredito que fizemos hoje do tempo uma mercadoria que não tem preço ... quem tem tempo não é digno e quem não tem tempo é que é importante ... penso realmente que estamos vivendo um TEMPO de valores trocados ...
hoje não troco minha familia , minha casa e meus momentos comigo mesmo por qualquer coisa... Esta tem sido uma regra , mas também sem obrigações ...
Viver mais leve não dá olheiras!rsrs
Bjo
(num some!)

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails