sexta-feira, 26 de março de 2010

Foto & Poesia - Natureza Morta

A natureza mesmo em decomposição nos mostra belezas que além de transformar, também nos mostra formas para amar. Tudo pode estar seco, cortado ou até dilacerado, mas mesmo assim existem forças para resistir e novamente construir.

São fotos e frases que formam um poema ou uma poesia, são rimas, são imagens que manifestam um pedido de socorro, que faz da natureza morta viver intensamente para sobreviver ou morrer.

Broto do amor

Sem cor, sem calor e sem amor... foi assim que ficou.

Resistindo estou, otimista eu sou a espera de um novo amor.

Raízes são como o profundo amor, procuram a terra fértil para fixar a paixão.

Uma nova chance pra quem ama, se ama e se declama.

Murcho eu estou com saudades do seu amor.

Onde existe cor, sempre existirá o amor.

Estranho fiquei, tudo sumiu e as cores se foram.

Escorreu as cores, a vida, logo após sua partida.

Encharcado estou, de tanto chorar por você.

Desbotado, debochado e calado.

Dilacerado ficou o meu coração, depois da nossa separação.


Debaixo dos caracóis dos seus desejos.


Estou contrastando cor e amor.

 
Amor eterno é estar pronto pro que der e vier.

Acabou, mas ainda restou saudade.

Fotos: Gui Venturini

2 comentários:

Olhos Verdes disse...

Lindas fotos Gui, muito lindo o conjunto, amei o post!!!
Bjões

Anônimo disse...

muito lindas parabens

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails