terça-feira, 10 de novembro de 2009

Quanto dói uma saudade


Tento entender o quanto é duro viver longe de alguém, principalmente quando esse alguém não mais acariciará o seu rosto e muito menos afagará seus cabelos, não mais te abraçará e não mais te beijarás.

Penso não poder dividir minhas alegrias e minhas tristezas com você que eras tão atencioso e caridoso.

Há quatro anos perdi você meu Pai que não foi um super-herói, pois se tivesse sido estaria hoje comigo, porque super-heróis não morrem, mas meu Pai era um homem comum, ou melhor, um homem fora do comum, sempre tinha a palavra certa na hora certa, sempre calmo e coerente me fazia ser diferente.

A cada ano que passa fica mais difícil viver longe de você Pai, fui tão forte na sua despedida e hoje me sinto tão fraco com sua ausência, você que esteve sempre presente hoje me deixa triste e carente.

Pai, como eu te amo.
Pai, obrigado pelos puxões de orelha.
Pai, que falta você me faz.

Hoje vivemos em mundos diferentes, mas saiba que a cada vitória que existe em nossas vidas, são todas pra você que sempre torceu e vibrou com cada uma delas. Todos por aqui estão bem, claro, cada um vivendo da sua forma, mas sempre respeitando os ensinamentos éticos que você deixou.

Alguns filhos se preocupam em saber o que os Pais deixarão de herança quando eles se forem, o que o meu Pai deixou foi saudade e caráter, uma herança que não existe valor, pois só quem tem sabe o quanto vale.

Pai...quanto mais o tempo passa mais falta sinto de você, de poder te abraçar, te beijar e de te olhar. Na minha lembrança carrego seu amor, seu carinho e sua preocupação, hoje sou forte como você, mas fraco perante tanta saudade.

No mês do seu aniversário dedico está carta a você que me fez ser sensível, sério e honesto e paro para pensar...O maior ensinamento que um Pai pode deixar é o caráter e o senhor deixou mais do que isso, e por isso eu lhe digo, Pai, como eu te amo e quanta saudade sinto de você.

Por enquanto eu e meus irmãos estamos dando seqüência a sua história, pois um dia iremos nos encontrar, mas isso só quando chegar à hora e quando chegar quero te abraçar e te dizer quanta falta você me faz.

"Em vida não houve ninguém mais amado, na morte não haverá ninguém mais lembrado."

5 comentários:

Panacea disse...

Maravilha de palavras Gui! Tão sensíveis e sinceras, que mesmo a distância dá para sentir o sentimento que nutriu e ainda nutre por seu pai. Se ele lhe ensinou os princípios do caráter e da ética, lhe deu amor e carinho, você teve tudo. Grande abraço!

Olhos Verdes disse...

Grande Gui, palavras carregadas de emoção e saudades. Assim pudera eu sentir o meu Pai, que mesmo em ainda entre nós, não esta presente para assim conhecê-lo. Mas por outro lado, aprendo a respeitar a cada dia sua história e compreender seus abismos.

Ler esta homenagem me faz pulsar e me alegrar tanto por você amigo, que sabe tirar da dor da perda o motivo mais valioso de celebração da vida!

Não tens idéia de como fiquei emocionada com seu comentário lá no blog. Parei tudo depois de ler sua reflexão e frases, sempre é muito especial saber que tenho amigos blogueiros tão atentos e sensíveis com as questões socioambientais.

E vamos adiante Gui, seguindo nosso caminho. Em particular, a frase do Padre Fábio, me tocou ainda mais! Estou lendo o livro Carta entre Amigos, o qual recomendo a você, pois tenho certeza que irá gostar muito.

Um grande abraço na certeza de que mesmo sem a presença física, caminhamos na mesma direção.

Abraços,
Pri

Xandão disse...

my brother...
esse irmãozão grandão fica pequenino diante de tão lindas palavras... somos abençoados em poder ter vivido com um "cara" tão envolvente e fascinante... com sua humildade e sabedoria nos mostrou que é sempre lindo sonhar e acreditar no próximo... essas virtudes são para poucos... muita paz pra todos nós e muita luz para vc que nos enobrece com seus textos...

Minha Família meu orgulho...

Bjs

Anônimo disse...

Gui, esse seu texto foi de uma sensibilidade e de uma harmonia, perfeitas. Agradeço por tê-lo conhecido e, poder atestar e compartilhar toda essa emoção.
Você, meu caro, é raro e, esse "rótulo" lhe pertence.
Um beijo e, obrigada por partilhar todo esse sentimento.

Gui Venturini disse...

Obrigado por todos o carinhos aqui recebidos, palavras lindas de pessoas especiais que tenho o maior orgulho e felicidade de poder compartilhar e conhecer.

Todos você meus irmãos sejam de sangue ou de coração, muito obrigado por fazerem parte desse meu momento de expressão e de carinho para com meu Pai, que sem dúvida nenhuma foi e será um ser humano especial e agradeço por Deus ter colocado eu como seu filho.

Paizão, não esqueci amanhã dia 21 é seu niver, felicidades, paz e estamos juntos, sempre.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails